Confederação Brasileira de Atletismo promete ajudar projeto de Ferreirinha

1 nov 2013

No dia 14 de outubro, o “SporTV News” mostrou as dificuldades enfrentadas por Ferreirinha para ensinar atletismo para crianças no sertão nordestino, nas comunidades do Flamengo e de Araras, que ficam no município de Jaguarari, na Bahia. Cerca de 110 crianças treinam em aparelhos improvisados com pneus, colchões e tubos de PVC. Algumas delas sem tênis, correndo em um piso com pedras, gravetos e esterco. Porém, o professor parece que vai ganhar ajuda para encarar esses problemas. Segundo o presidente da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), José Antônio Martins Fernandes, a entidade vai acompanhar o projeto de Ferreirinha.

– Estamos em contato todo dia com vários pedidos do Brasil todo, mas olhando uma questão real, que as crianças precisan, que o professor é um abnegado que está lá ensinando, dedica uma parte grande do dia dele para ensinar e as crianças com uma vontade imensa. “Quero fazer isso para ganhar medalha, viajar, andar de avião”. Isso é super emocionante – afirmou.

Sobre as adaptações que Ferrerinha faz para improvisar os aparelhos para as crianças, o dirigente considerou normal e elogiou o empenho do professor. Além disso, disse que vai conversar com a Federação Baiana de Atletismo para auxiliá-lo com um curso.

– Isso não é errado. É normal e é comum. Onde não se tem com o que treinar, se faz adaptações e pelo que vi fizeram boas adaptações. Vou falar com o presidente da Federação Baiana para trazer o professor para fazer um curso com a gente – concluiu.